sábado, 10 de setembro de 2011

REPETECO - Meu 1º soutien



















(Infelizmene não tenho a foto do meu 1º soutien)


Lembram da história do 1º soutien da Valiséere, que deu notoriedade à Patrícia Luchessi ??? Pois bem, eu também tenho a minha história, e vou contar aqui.

Eram seis horas da tarde e a Miriam, amiga de sempre, chegou em minha casa e disse:

_ Maria Helena...amanhã na aula de educação física todas as meninas vão estar de soutien. Precisamos sair para comprar o seu agora correndo, porque as lojas já estão fechando.

_Mamãe a senhora escutou o que a Miriam falou???? Eu tenho que comprar um soutien agora, senão só eu vou estar negativo.

_Negativo???? O que é isso????? falou minha mãe, sem entender nada.

_Ora...bolas...quem não sabe o que é negativo???? As meninas vão puxar o elástico nas costas, e se não encontrar é negatico, se encontrar é positivo.

_ Voces tem cada uma????? Vão comprar então.

Aflitas e certas de que não teríamos grandes chances de encontrar alguma loja aberta, r0damos Venceslau inteira e nada. A loja da Esmeralda era a nossa última esperança, e lá chegando esbaforidas (palavras da minha mãe) já estava fechando.

_Dona Esmeraaaallllda!!!!!! gritei, depois... bem baixinho, quase sussurrando falei :

_Preciso comprar um soutien, quebra esse galho (gíria da época), é para a aula de educação física. Com um olhar de reprovação e um sorriso das profundezas do inferno, sem nos dar a mínima atenção continuou a cerrar as portas da loja.

_ Creeeeedoooo!!!!!!!!!! Minha mãe não compra mais aqui nessa espelunca.

_ Danada!!!!!! #$%&*@"*+

Voltamos para casa sem saber exatamente o que fazer. A única opção era faltar a aula, o que não me agradava. A aula de educação física era imperdível, estavamos ensaiando para a demonstração rítmica que iriamos apresentar em Presidente Prudente, na abertura dos jogos abertos do interior. Chorei muito mas não havia outra alternativa.

Fui dormir.

No dia seguinte minha mãe me acordou cedo. E eu certa de que não iria à aula falei:
_Eu não vou hoje, não comprei o soutien!!!!!!!!!????????
Ela, continuou a me chacoalhar e disse:
_Tem uma surpresa para voce na sala.

Arregalei os olhos, mas ainda adormecida, levantei.
_ Estendido com cuidado, arrumado e passado a ferro sobre uma cadeira estava meu uniforme e meu tênis, como de costume fazia, sobre o uniforme estava o presente, MEU SOUTIEN.
Lindo, engomadinho, personalizado de cambraia de linho perolado, bordado com ponto paris, passafita branço entremeando fita de seda azul e lacinhos nas extremidades, perfeito. Sem dormir, minha mãe que não era costureira, fez um soutien mais lindo do mundo.

Saí toda feliz. O meu entusiamo e alegria era tanto que eu levitava, estava literalmente nas nuvens.

_ Positiiiiiiiiivo!!!!!!!!!!!!!!!!

Mamãe, mais uma vez obrigado, pela dedicação, carinho, um amor enorme, amor de ser MÃE.

Escrevi esse post em homanagem a Miriam e a minha mãe, as duas falecidas.

14 comentários:

Rosamaria disse...

A minha mãe também era assim, Maria Helena. Uma vez ela passou a noite fazendo um vestido de prenda pra mim, cheio de rendinhas e babados, pq no outro dia tinha um baile e ela tinha outras costuras pra entregar. Nós não esquecemos nunca, né?
Obrigada pelas visitas, embora não tenhas respostas. Eu estive viajando e sem internet.
Bjim.

Maria Helena disse...

Rosamaria
São laços fortes de amor.
É um privilégio viver momentos especiais assim.
E o seu pé ficou bom, já está curado????
Bjs

Sonho Meu disse...

Mae é mae !
Ainda tenho a minha, que mora longe, mas vive bem grudadinha no meu coracao.
bjs pra ti.

Maria Helena disse...

Elena
É uma dedicação eterna, nobreza de doação, amor incondicional.
A minha era assim.
Que sorte ter a sua, a minha nos deixou há 5 anos.
Bjs

http://graceolsson.com/blog disse...

nem lembro do meu..beijos e dias felizes

Maria Helena disse...

Grace
O meu foi marcante, e minha mãe protagonista dessa história.
Bjs

Mara Rejane. disse...

Olá querida!! Que grata satisfação encontrá-la aqui na blogosfera quando a gente acha que é tudo igual me aparece seu blog com tantas histórias lindas, textos maravilhosos e imagens igualmente lindas. Espero vc para uma visita no meu cantinho também.

Bjão.

Maria Helena disse...

Mara
Gostei muito da sua visita no Caminho Suave. Vou visitá-la tb.
Obrigado pelas palavras gentis. bjs

Carlos Medeiros disse...

Certas coisas que não tem preço, só mãe mesmo.

Maria Helena disse...

Carlos
É verdade, o amor de mãe é incondicional, só mãe é capaz de tamanha dedicação.
Abração.

Ale Quejinho disse...

Estou amando o seu blog e sempre que posso dou uma espiada por aqui. Agora ficarei muito feliz quando souber que você gostou do meu espaço que faço com muito carinho, se achar mesmo que o blog é bacana, me siga também, ok?
Ale

Maria Helena disse...

Ale
Fiquei feliz com sua visita. Vou conferir seu blog.
Volte sempre.
bjs

Glória Maria - Fadinha disse...

Uma história muito doce, entendo que jamais você esqueceria. Bj

Maria Helena disse...

Fadinha
Obrigado pela visita, vou passear pelo seu blog tb.
Bjs