sábado, 26 de maio de 2007

O porquinho


Tinhamos naquela época 11 disciplinas na 1ª série ginasial, Latim era uma delas.
A aula começava cedinho e todos sabíamos que não podíamos brincar em serviço, era muita matéria para estudar e sabíamos também da importância delas.
No inverno Venceslau congelava, mas...estávamos lá firmes e determinados no "Ginásio Antonio Marinho de Carvalho Filho".
Bem, vocês podem estar pensando, o que tem a ver o ginásio com "O porquinho", matando a curiosidade, susurrando cá ao pé do ouvido, revelo: era o meu professor de Latim.

Advogado, compententíssimo, inteligente, curriculum invejável, mas... uma "casca de ferida brava". Todos os dias fazia chamada oral, abria o livro didático em qualquer página, descia o dedo na lista de chamada e ...o sorteado(a) que provavelmente estava debaixo da carteira, tinha que caminhar até a sua mesa e começar a declinar as "puella,ae" da vida. Era um horror.
Fizemos greve, o seu enterro, com caixão e tudo. A passeata, foi um barato, percorremos as principais ruas da cidade, com o aval dos comerciantes e de toda a população. Foi um sucesso.
Mas só teve um probleminha: o bendito continuou dando aula por muito e muito anos, e nós...e outras gerações assistindo.
Porém, tenho que confessar uma coisa, aprendí Latim, todas as declinações, os casos, as análises, o livro todo, ele sabia o que estava fazendo.
Obrigado, professor Daniel.




16 comentários:

Mamy disse...

Gente!!! Escrever bem é coisa de família, é? Está no sangue? Amei seu blog, Helena, amei suas histórias!!!

Rosamaria disse...

Oi, Maria Helena!

Adorei tua visita! Tanto que nem respondi lá, vim aqui direto!

Finalmente alguém da minha geração!

A Vivien tem a quem sair, escrevendo como escreve, teu blog é muito bacana e tuas histórias vão fazer lembrar do meu tempo.

Obrigada por me achares!
Bjs.

Maria Helena disse...

Oi mamy.
Obrigado pela gentileza e visita.
Que bom que você gostou, é só um diarinho sem chave.

Maria Helena disse...

Oi Rosamaria.
Obrigado pela visita.
Lembrar o passado, trazer à tona momentos e situações tão bem vividos, me faz sentir uma privilegiada.
Bjs

Lord Broken Pottery disse...

Maria Helena,
Gostei muito do texto. Confesso que tive um professor, de Geografia, bastante parecido. A conseqüência foi a a mesma: aprendi direitinho.
Beijo

Maria Helena disse...

Lord, obrigado.
A saga do ginásio:
A minha professora de matemática era um verdadeiro terror, acredito que nem Pitágoras aguentaria,eu ficava para 2ª época todo ano, e confesso,nada adiantou.
Bjs.

Vivien disse...

Eu sempre gostei dessa história...hahahahh
Gosto tb daquela do seu colega de classe que desenhava uns olhinhos e colocava sobre as lentes dos óculos...rs

Maria Helena disse...

e...eu cantava o menino da porteira?? Fomos parar na diretoria. A nossa sorte é que o Seu Izaias, o diretor, gostava da nossa conversa,e tudo continuava igual.Bons tempos..???!!
É por essas e outras que me tornei pedagoga,conhecia como ninguem as peripécias dos "teens".
Bjs.mamãe

Cleise Helen disse...

Maria Helena vim aqui agradecer sua visita e suas observações na Kamicleta, e aí, dou de cara com mais uma coincidência além da vocação familiar para lecionar: o latim... um dos meus pavores durante a faculdade!
Beijos querida tia, te adoro cada dia mais!

Maria Helena disse...

Cleise, obrigado.
Na verdade não era o latim o meu terror(e do ginásio todo) e sim o professor.
Aprendí tudinho tão bem que disfarçadamente corrigi um professor quando iniciei Letras na
Faculdade.
Bjs da tia que te adora também.

Rosamaria disse...

Maria Helena

Vim dar os parabéns pelo aniversário da Vivien.
Achei bonito o que escreveste pra ela. Tenho um filho da mesma idade, fará dia 20 de julho e eu tb senti aquele calor imenso num dia de muito frio.

Bjs pras duas.

Thelma disse...

Oi, Maria Helena
Eu percebia a Vivien como uma pessoa vinda de uma ótima família. Dá para notar que ela foi uma menina amada e que tem muitas histórias boas para contar. Lendo teu blog vi que minha percepçao nao estava equivocada. A família é toda assim...alto astral.
Eu sou do tempo do ginásio tb.
Obrigada pela visita. Ficarei assídua aqui. Um abraço

Maria Helena disse...

Rosamaria obrigado.
Já cantamos parabéns. Essa data é muito especial para ela e para mim,ela adora o aniversário, parece uma criança.
Vou registrar a data para não esquecer de parabenizar o filhão em julho.
Bjs

Maria Helena disse...

Thelma obrigado.
As minhas famílias tanto paterna quanto materna são grandes e cheias de histórias, são tantas que até as que eventualmente poderiam ser traumáticas, vira humor nas rodas dos churrascos e
festas.
O ginásio era a minha mais ferrada curtição(anos dourados mesmo).
Bjs

Clélia Riquino disse...

Maria Helena,

Não sei se alguém já comentou sobre o nome do seu blog, ou você mesma, em posts anteriores... Caminho Suave foi a cartilha usada na minha alfabetização e na de muitos, creio, da minha geração. Neste link, há algumas ilustrações da capa e do conteúdo da cartilha. Dê uma olhada.

Nunca aprendi Latim, na escola. Apenas Francês & Inglês. Minha filha, Cecília, teve aulas de Espanhol, no 1° Grau, mais Alemão, no 2° Grau (Colégio Porto Seguro), além do Inglês.

Como está sendo, pra você, escrever um blog? Aposto que foi incentivada por sua filha, Vivien, que fez o mesmo comigo...

Abço,
Clélia

Maria Helena disse...

Oi Clélia, obrigado pela visita.
A escolha do nome do blog foi rápido , rasteiro,e proposital, Caminho Suave é sim a cartilha que você falou.
Essa cartilha foi usada e abusada por gerações.
No ginásio eu tb tive francês e inglês, e no clássico curso colegial, tive espanhol.
A Vivien tb estudou alemão.
Acertou, o incentivo para criar um blog, foi dela.
Estou tomando um cafézinho, aceita????
Beijos, volte sempre.