quarta-feira, 23 de maio de 2007

Conto - Lembranças II ( As brincadeiras)








Os anos

passaram,




mais dois irmãos nasceram,daquela menina acostumada às bonecas, pouco lhe restara.
Agora dos galhos altos da mangueira, pulava para os da goiabeira, do quintal de sua avó ( um verdadeiro parque de diversões) com a mesma agilidade e sensação dos filmes de tarzã.
Era outra menina, mais segura, mais confiante, mas ainda muito meiga e alegre.
Suas primas , primos e irmãos , amigos inseparáveis gostavam muito de brincar de cirquinho, eram verdadeiros artistas, e todos unidos por laços fortes de sangue e amizade, tinham um só pensamento, ser feliz.
Os palitos de fósforos cobrados de ingressos, ficavam espalhados, ao término dos espetáculos. Divertiam-se a valer.
Ser professora era o seu grande sonho, seu projeto de vida, enquanto não o realizava, bastava imitar os gestos e manias de D. Vanda, sua mestre, com carinho. As cadeiras viradas, colocadas em fila, formando um corredor, e uma louzinha, feita por seu pai, formava a sonhada sala de aula. Seus irmãos foram seus primeiros alunos, e com ela alfabetizados, assim caminhando entre as cadeiras, a passos firmes, cabeça erguida, sentia-se a verdadeira D. Vanda.















4 comentários:

Vivien disse...

Adoro essas histórias.;0)
Mas vc esqueceu de contar que fazia chamada e obrigava seus irmãos a responderem no lugar das meninas tb....rs...
Qual o nome que eles não respondiam?? coitada da fulana, ficou de recuperação por falta....rs

Cleise Helen disse...

Maria Helena, que seqüência linda! Vê se não fica mais tanto tempo sem escrever, tuas histórias acalmam e Têm gostinho de quero-mais!
Beijos, Key

Maria Helena disse...

Vivinha
Lourdes Magri,esse ninguem respondia.
Mamãe

Maria Helena disse...

Cleise, que bom que você gostou.
A sua mãe faz parte desta história.
Bjs
Tia Maria Helena