quarta-feira, 9 de maio de 2007

O piano


Quando tinha 9 anos ( gente, isso faz é tempo) fui aprender piano, porque gostava, e porque minha mãe queria. Porem o piano era um instrumento caro, e então... fui aprender acordeon,
beleza, tambem adoreios, e aos 15 anos ganhei de presente um acordeon , instrumento que era o furor do momento.
Minhas tias, Candoca e Lourdes, irmãs de minha mãe, que me amavam muito, como se fosse sua própria filha, sempre tiveram vontade de me presentear com um piano, mas não tiveram
condições financeiras para isso.
Adulta, com filhos, netos,meu marido me deu um teclado, Santo Deus era quase um piano.Aprendí.
Passado algum tempo aposentei, fiquei a beira de uma ataque de nervos, quase depressiva, com a sensação de que o mundo girava e eu de fora apenas observava, tudo acontecendo, e eu doida para colocar o pé no estribo e entrar nele novamente.
Um dia, que amanheceu como qualquer outro, em uma conversa fiada com minha filha, falei sobre o grande sonho de ter um piano, ela na verdade já estava cansada de saber, mas....e aí ela me disse....!!!!!!!?????? Se é assim, eu compro para você.
Sabe aquele desenho animado que o bichinho corria pra caramba, pois bem, fiz o mesmo, não olhei para trás para que não tivesse a mínima possibilidade dela mudar de idéia.
Achei o piano, parece que estava me esperando, o único na loja coberto com um lençol. Quando
foi descoberto, não tive dúvida era ele. Maravilha, maravilha, a minha filha estava realizando um sonho de apenas 50 anos, exatos.
Penso que minhas tias lá de cima, deram uma mãozinha.
Passados 4 anos, hoje toco acordeon, teclado e piano

2 comentários:

Vivien disse...

Que bom que pude fazer isso.;0)

Maria Helena disse...

Vivinha
É verdade, se não fosse você
jamais o meu sonho se tornaria realidade.
Mamãe