quinta-feira, 20 de maio de 2010

Paris - parte II







































































































































































































































































































































































































































































































































































Continuando a viagem...

La Tour Eiffel...

Estar em frente, em baixo ou dentro desse ícone da França, foi de arrepiar.
Um trabalho de engenharia magnífico e perfeito. É o ponto mais alto da cidade, contudo não causa nenhum medo ou desconforto, ao contrário é incrível ver a cidade daquela altura. Em uma parte fechada a bandeira do Brasil está presente, representada por São Paulo, Brasilia e Rio de Janeiro. Achamos interessante a construção de alguns prédios de apartamentos, abertos na parte central. No ponto mais alto da torre, um ambiente fechado com vidros, Gustave Eifeel engenheiro dessa obra grandiosa, Thomas Edson e uma mulher (esqueci o nome) em cera, retrata com perfeição uma cena do cotidiano deles, perfeito...perfeito...perfeito. A Torre foi erguida apenas para um evento e seria desmontada, para tristeza de uns e satisfação de outros como Guy de Maupassant, escritor famoso, que almoçava dando as costas para não vê-la. Em virtude de sua estrura bastante alta foi preservada para servir de antena de transmissão de rádio, o real motivo para a permanencia dela até os dias de hoje, para orgulho da França.

Passeio de Bateau e o Rio Sena
Passear de Bateau pelo Rio Sena, passando pela Conciergerie (infelizmente deletei por descuido a foto e não soube inseri-la no lugar devido) construção medieval convertida em prisão na qual Maria Antonieta saiu para a guilhotina; a antiga estação ferroviária adapatada para museu D´Orsay, que infelizmente não nos deu tempo de visitá-lo; A pont neuf, apesar do nome é a ponte mais velha de Paris ( na foto, que eu estou em um lado do Sena e o Ricardo do outro é o término em bico da Ile de la Cité e a pont Neuf ao fundo), e todas as belezas às margens do Sena, passando pela ponte Alexandre III, foi romântico e encantador.
L´Open Tour

Fizemos também um passeio de L´Open Tour, ônibus de 2 andares aberto na parte de cima que passa pelos pontos turísticos da cidade, e que dá oportunidade de conferir de perto caso alguem queira descer, para depois retornar e continuar o tour, em outro ônibus. Passamos bem pertiiiinho do Moulin Rouge; na Igreja de La Madelaine ; no Grand Palais com suas grandes e permanentes exposições, com sua belíssima cúpula de vidro e Petit Palais com seus eventos e concertos. A Ópera, é uma construção com misturas de estilos, que vai do clássico ao barroco, acomodados em suas escadarias um grupo enorme de pessoas cantavam e tocavam sob o comando de um treinador. Passamos pelo museu Rodin imenso e maravilhoso, no jardim a sua obra mais importante O Pensador estava de costa para a rua. Ruas e cafés tipicamente franceses descortinava em nossa frente como um painel gigante. As árvores podadas em forma retangulares e quadradas, apresentam um visual interessante e bonito. Nossa maquininha fotografou, registrou, trabalhou.

Metrô

Um emaranhado de linhas de metrôs cruzam o subterrâneo de Paris, permitindo um trasporte rápido e eficaz. Por ser muito antigo não são totalmente mecanizados algo como abrir a porta ainda é manual com trincos ou botões, estado de conservação precário, mas funcionam sem nenhum problemas. Há projetos de linhas mais modernas. As estações formam imensos labirintos e dessa forma são necessárias esteiras rolantes para agilizar e garantir maior rapidez. O mais moderno não tem divisão entre os vagões, é uma linguiça bem compriiiida, rsrsr. Dessa forma o trânsito flui sem engarrafamentos e sem estresse.

Deixamos as compras para o último dia, e o que nos restou foi somente o final da tarde, mas não havia dúvida a galeria Lafayette e centro comercial foi uma escolha memorável.

Continua...

10 comentários:

Heloísa disse...

Maria Helena,
Já estava estranhando sua demora em postar a continuação da sua viagem.
Lembranças maravilhosas, não? Pena que você não teve tempo para visitar o Museu d'Orsay. É muito lindo, assim como o Rodin ( e o Louvre, claro).
Aposto que você retornou pensando numa possível repetição da viagem. De qualquer forma, ficam as fotos para permitir sempre a lembrança.
Beijo.

Maria Helena disse...

Heloisa
Demorei a postar porque estive a semana passada em Petrópolis e Búzios,no Rio.
Alem do museu d´Orsay, a fundação Le Corbusie, Maison de Balsac, havíamos colocado no nosso roteiro,
mas o tempo foi realmente curto e não podemos visitar. Saint Chapelle
tb acabamos desistindo pela demora da fila. Uma repetição será uma boa pedida com certeza.
No album que vou fazer, depois da última foto vou colocar,
Continua, album II... (rsrsrr)
Bjs

Magui disse...

Realmente emocionante realizar este sonho. Suas fotos estão lindas.

Maria Helena disse...

Magui
Obrigado.
Foram dias inesquecíveis.
A sintonia com meu filho e a nossa facilidade de adaptação, favoreceu uma estada agradável e produtiva.
Bjs

Rosamaria disse...

Maria Helena, sem dúvidas foi uma viagem e tanto! Amei as fotos!
Imagino o que é estar nos lugares em que a gente estudava no ginásio. Já estive em Roma e senti isto.
Desejo que voltes lá pra fazer as visitas que deixaste de fazer por falta de tempo e nos conte tudo.

NAo consegui comentar no último post.
Bjim.

Maria Helena disse...

Rosamaria
Obrigado. Foi de fato uma viagem e tanto, fantástica.
Anteriormente somente em estudo, hoje realidade, é muito legal isso.
Deve ser maravilhoso visitar Roma, quem sabe um dia??? heheh, embalada
desse jeito,se der mole lá vou eu!!
heheh rsrsrsrs.
Vc disse que não conseguiu comentar
no post anterior???? Eu não sei o que deve ter acontecido.
bjs

Cleise Helen disse...

Tia, que inveja boa, que experiencia, que fotos maravilhosas, estou viajando contigo a cada novo post. lindas, lindas, lindas as fotos

Maria Helena disse...

Cleise
Obrigado por me visitar no Caminho Suave. A viagem foi maravilhosa, tudo deu certiiiinho, o Ricardo e eu,entramos em uma agradavel
sintonia que nos favoreceu, todos os minutos foram apreciados e desfrutados. Rimos muito, nos divertímos a valer,tudo era motivo
de alegria. rsrrs
Bjs em todos om saudades.

Carlos Medeiros disse...

É uma viagem dos sonhos. Pelas fotos dá pra ter uma boa idéia de como foi maravilhosa essa viagem.

Maria Helena disse...

Carlos
Realmente foi maravilhosa.
É muita história.
Obrigado pela visita no Caminho Suave.
Abração