segunda-feira, 10 de maio de 2010

Paris- parte I



































































































































































































































































































































































































































Tentando colocar as fotos na sequência do texto, deletava algumas importantes e não havia como inseri-la novamente, era necessário começar tudo de novo. Foi um trabalho desgastante que acabei desistindo. Entretando essa viagem será motivo para muitas postagens.

A viagem dos meus sonhos. Um presente de aniversário maravilhoso que ganhei do Ricardo.
Vou tentar relatar aqui uma experiência absorvida com emoção e entusiasmo, em etapas.

A comemoração com champagne no avião, foi o pontapé inicial para uma aventura memorável . A Luciana e o Miguel personagens da novela Viver a Vida, copiou e colou, diferença!!??? mãe e filho,rsrsr. A conexão em Madri só nos deu oportunidade de passear pelo imenso aeroporto e vê-la apenas do alto.

Finalmente Paris.

Um nó na garganta quase me fez chorar ao pisar na Champs-Elysées iluminada, maravilhosa e abrir os meus bracinhos com L´Arc de Triomphe ao fundo. Nem o fuso horário de 5 horas prejudicou nosso entusiasmo.
Encantadora e ainda mais bela do que eu imaginava, impressionou pelo luxo, exuberância e muuuuita historia. A cidade respira história, nos dá a sensação de que encontraremos Robespierre, Marat e Danton confabulando em uma esquina qualquer, Gay de Maupassant dando as costas para a Tour Eiffel, Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir sentados em um café e Madame de Staël enfrentando Napoleão Bonaparte, é história viva.

O tempo foi apertado, mas para nossa sorte nessa época do ano começa escurecer por volta das 9:30h.

O Louvre é indescritível, imenso, e as aulas de história da arte na Arquitec afloravam à minha memória. Saudades das aulas do Francisco, excelente professor, que já rodou o mundo, e transmite como ninguém muita emoção. A Mona Lisa é um dos pontos altos, assim como a Vênus de Milo, a Vitória de Samotracia e outras maravilhas como os pintores Italianos, franceses e espanhois. Eu vi, eu estava lá, foi necessário um beliscão para ter a certeza que era real, que não era sonho. É um presente e imensa satisfação ver in loco obras de valores históricos incalculáveis.

Ir à Versalles em um trem de dois andares (inusitado) e passar por locais tipicamente europeus, foi constatar imagens já vistas em livros, calendários, folhinhas, rsrrs, liiiiindo. O palácio de Versailles (Chateau de Versaille) símbolo da monarquia absoluta , era a residência oficial de Louis XIV. O salão dos espelhos e lustres imensos de cristais, exibe ambientes de contos de fada, uma riqueza que chega até a agredir. Se pensarmos no povo sem pão, e na célebre frase de Maria Antonieta que mandou distribuir brioches, é ter a certeza que ela de fato não poderia entender a pobreza, pelo contraste de uma opulência ofuscante. Os aposentos de Napoleão retratam todo o seu narcisismo, egocentrismo marcante. Os jardins são melimétricamente desenhados, paisagismo de ontem, de amanhã e para sempre moderno, maravilhoso.

Sacre-Coeur é uma das vistas marcantes, um dos pontos altos da cidade, só perde para a Torre. Fica em Monmartre, bairro boêmio, antigo reduto dos artistas. Hoje para chegar à Basílica é necessário passar por uma China Town, comercio popular que se acumulou por alí.

Notre Dame é imbatível, no seu estilo gótico parece rendada, localizada na Ile de La Cité, marco zero de Paris, banhada pelo Rio Sena. Foram necessários 200 anos até o término de sua construção, mas é uma verdadeira preciosidade. As gárgulas (desaguadouro) são as partes salientes das calhas, que na idade média eram de figuras grotescas, podemos pegar e fotografar. Subimos até o sino do Quasímodo e constatamos a dificuldade em subir até aquela altura por uma escada em carracol que vai se estreitando... estreitando... ahh!!!! coitado rrsr. A Pietá dans le Choeur ao fundo do altar principal, é mais antiga que a obra consagrada de Michelangelo.
Várias ciganas circulavam pelo pátio, fortalecendo a lenda da cigana Esmeralda, entretanto não mais desfilando aquele charme da dança que imprecionava o corcunda, agora são pedintes e causam medo. Diz a lenda, quem pisar no marco zero em frente à catedral volta à Paris, não deixamos dúvidas, pisamos, fotografamos, quase sentamos.

Conheci um lado super moderno da cidade, onde fica o grande Arch de La Defense (o vão mede 100m ) gigantesco, as pessoas parecem formigas diante dele. Segundo o Ricardo o eixo entre o Arco do Tiunfo do Carrossel (o vão mede 25m) em frente ao Louvre, a pirâmede do Louvre, o obelisco da Praça da Concordia, e o Arco do Tiunfo da Champs-Elisées (o vão mede 50m), mas o grande Arco está 6º deslocado desse eixo. Segundo estudos, proposital, mas na teoria dele erro mesmo. rsrsr. É uma área empresarial, uma Paris futurista que contrasta com a Paris do passado, das lendas, da história.

Continua...parte II

14 comentários:

Heloísa disse...

Maria Helena,
Viva!
Que bom ver suas fotos em Paris e em Versailles, e perceber toda sua alegria.
Paris é uma emoção sem tamanho, não?
Ainda hoje eu estava pensando em você, e que entraria no seu blog para ver se você havia retornado.
Desde que voltei da minha viagem, fiquei meio afastada dos blogs, fazendo companhia para minha mãe. Agora é que estou retomando as atividades de blogueira.
Acho que minha primeira visão de Paris foi quase que no mesmo lugar que a sua. E senti uma emoção imensa. Lindo demais.
Beijos.

Anônimo disse...

Viva!Viva!
Primeiro:o filho é um gato...lindo de morrer!!!!
Segundo:fui a Paris, em dezmebro para fotografar umc asal em lua de mel.Um casal que me deu trabalho....
E até hoje, craitura, nao mostrei ainda, as tais fotos...PAris by Night é tudo de bom.
Nao sei se vc a viu..imponente, linda, noturna...
mas, paris estava chuvosa, demais...Ainda vou voltar nov eraoe acompanhada...kkkkk
bjs e dias felzies
graceolsson.com/blog

Maria Helena disse...

Heloisa
É muito emoção.Estou postando em etapas.
Espero que sua mãe esteja bem, que não seja nenhum problema de saúde.
Obrigado pela visita
bjs

Maria Helena disse...

Grace
Obrigado, eu tb acho meu filho um gato, rsrsrs.
Ví Paris de manhã, tarde e noite, só voltavamos para o hotel meia noite, uma hora da manhã. Tinhamos que aproveitar o máximo.
Um repeteco é tudo de bom.
Bjs

Adriana disse...

MARIA HELENA, ESTOU AMANDO AS FOTOS...E SEU RELATO NO POST DA PARA SENTIR A EMOÇÃO COM QUE VIVESTE ESTE MOMENTO...TINHA PROGRAMADO CONHECER PARIS ESTE ANO, MAS COM A CHEGADA DO NETO...PARIS PARA O ANO QUE VEM.QUERO CURTIR UM POUCO A GRAVIDE DA MINHA NORA E O NASCIMENTO DO MEU NETO QUE SERA EM NOVEMBRO, POR ISSO SEREI UMA PASSAGEIRA DE CARTEIRINHA PARA LONDRES. BEIJINHOS CARINHOSOS CARREGADOS DE ENERGIAS POSITIVAS DO OUTRO LADO DO OCEANO

(v)orcego disse...

Paris é a cidade luz dispensa comentários.
Belas fotos, certamente se divertiu.
Boa semana, (v)

Sonho Meu disse...

Ai que vontade me dar e tá aí. Ainda vou.
Imagino tua alegria e emocao...eu tambem ficaria assim.
Mais fotos please !
Ah...eita filho lindo !
bjs,
me

Rosamaria disse...

Tal mãe, tal filho! Lindos!
Maria Helena, é uma felicidade realizarmos um sonho como este. Parabéns! As fotos estão lindíssimas! É um banho de cultura, né?
Espero um dia conhecer Paris, mas meu
agora é voltar outra vez a Boston, onde vivemos tempos tão bons.
Bjim.

J.F. disse...

Oi, Maria Helena.
Fotos lindas e relato precioso! Você tem toda razão para estar tão emocionada. Parabéns! Desejo que você possa repetir esse sonho mais vezes. Aguardo a continuação das fotos e descrição da viagem.
Abração.

Maria Helena disse...

Adriana
É uma felicidade a chegada de um neto, curta mesmo esse período, vc está certa. As viagens serão mais uma recompensa, e necessárias tb, espero que as faça logo, Paris é maravilhosa e Londres deve ser a sofisticação a toda prova.
Bjs

Maria Helena disse...

(v)orcego
Obrigado, volte sempre.
Abraços

Maria Helena disse...

Elena
É tudibommm!!!!!!
É curioso como a gente se sente em casa lá, foi apaixonante.
Meu filhão é lindo mesmo, nééé´???
Fotos?????? heheheh...é o que não falta.
bjs

Maria Helena disse...

Rosamaria
Vc que viaja bastante, sabe o quanto é maravilhoso. Paris é história, é cultura e pura beleza, maravilhosa.
Obrigado, o meu filhão é lindo mesmo e é um filho de ouro.
Bjs

Maria Helena disse...

JF
É viver o que se estudou ao longo da vida acadêmica, é fabuloso.
Quando eu estava no ginásio o francês era o meu idioma favorito. A Marsellaise eu canto com emoção.
Só Freud explica...heheheheh.
Abração