quarta-feira, 22 de outubro de 2008

SUELI







Roendo as unhas, olhos observadores e assustados, uma timidez aparente, e com uma tia a tiracolo, visitou-nos pela primeira vez. Tinha apenas 16 anos, era pouco mais que uma cirança.

Eu, adulta nos meus 19 anos, e minha família, a recebemos com carinho, por ser a escolhida do meu irmão muito querido.

Creio que a timidez se estendeu assim...assim...no máximo até a 2ª visita.

Seu temperamento peculiar e vocabulário próprio,
" catana/caratcha/ pqp $@*& " logo cativou a família e todos os familiares. Nesses quase 45 anos de convívio, fez do meu irmão um homem realizado e feliz.

O ar de "Tô Carlos, marido", e o dela, era uma mistura única, uma dependência mútua. Um...o vício do outro, uma parceria simbiótica. Uma ciumeira desse marido, que não o deixava se perfurmar, para não ficar ainda mais lindo.

Nessa longa caminhada, todo o trajeto, acompanhei de perto. Os momentos importantes, o nascimento das filhas, dos netos, os deslizes, os prazeres, eu estava lá. Viajávamos sempre, para o Rio, e interior de São Paulo, e o posto de co-piloto, não largava em momento algum.

Na tarde fria do dia 20, até o sol se escondeu, e ela... partiu.

Estava claro que Deus tentava nos poupar, permitindo que se afastasse aos pouquinhos. Todavia, com esperança e reza nós nos agarrávamos àquele fiozinho de vida, que teimava através dos aparelhos permanecer. Lutou com coragem e garra, e suas ultimas palavras, em frases desconexas foi "Marido...Marido..." o ar de sua existência.

Que Deus a acolha em seus braços, minha cunhada e amiga, e nos conforte, por tirá-la tão cedo do nosso convívio, aos 61 anos.

Acredito que, roendo as unhas, olhos assustados, uma timidez aparente, ela chegou aos céus, encontrou Maria Luiza e fizeram uma festa por lá.

18 comentários:

Adriana disse...

Me solidarizo com a sua dor...a perda e sempre triste...mas a quase certeza (minha e claro)que o que parte e o corpo...a essencia sempre fica perto de nos, nas nossas lembranças e em nossos coraçoes. Desde daqui do outro lado do oceano te envio mil oraçoes e energias positivas neste momento tao doloroso.
Um beijinho carinhoso a toda a familia

Maria Helena disse...

Adriana,
Obrigado pelas palavras de conforto
e orações, é o que nós precisamos, nesse momento de dor.
Beijão

Michelle disse...

Tia muito lindo o que vc escreveu sobre minha mãe..você disse tudo o que ela era pra nós e vai ser pra sempre!!!!
Te considerava uma irmã....viagem marcada...marido vou ligar pra Maria Helena ir junto!!! Antes dele pensar vc já tava convidada.
O amor deles era realmenre lindo, único eterno...uma lição pra nós de que o amor existe sim!!!!
Disse a Vivinha que e digo aqui pra mim ela já deixou duas lições a do amor e da união....nossa familia linda e unida sempre!!!!
To dizendo que ela foi filha da Dona Gloria e ninguem acredita rs
Pra unir uma familia assim só sendo filha filha dela mesmo
bjks

Maria Helena disse...

Michelle,
É verdade, ela era muito nossa, e será para sempre nos nossos corações.
Conte sempre comigo,para o conforto
da dor,e lembranças eternas, de seu jeito peculiar e único.
Bjs

Thelma disse...

Também me solidarizo com a dor de vcs, Maria Helena.
Depois que passar a dor da perda/separação ficarão os bons momentos vividos em sua companhia. Muitas vezes te pegarás sorrindo com as lembranças alegres e bem vividas. Os vínculos não se rompem com a morte.
Um abraço carinhoso.

Sonho Meu disse...

Meus pesames Helena. A partida de alguem, com toda certeza machuca e deixa um vazio gigante. Mas onde ela estiver vai tá bem.
bjs,
me

vivien disse...

E a gente vai tentando conviver com a saudade, né?

Rosamaria disse...

Maria Helena

Sinto muito por ti e por toda a família. Os primeiros tempo são dolorosos, mas como a Thelma disse, ficam os momentos bons e de onde ela estiver vai ficar feliz por lembrarem dela com tanto amor.
Bjim.

Maria Helena disse...

Thelma
Obrigado pelas palavras de conforto
O momento é de muita tristeza mesmo, mas sabemos que, vamos lembrar dela com muito bom humor.
Bjs

Maria Helena disse...

Elena
Obrigado.
Ela vai deixar um vazio gigante mesmo.Cativou a família toda,com sua forma peculiar de ser. Vamos lembrar com saudades.
Bjs

Maria Helena disse...

Vivinha.
É sempre muito triste, perder alguem tão próximo, e com tanta estrada pela frente.
Precisamos nos conformar pela vontade de Deus, e pelo sofrimento dela.
As lembranças serão com muitas saudades e alegres.
Bjs

Maria Helena disse...

Rosamaria
Obrigado.
É sem dúvida muito doloroso.
O que conforta,é que não sofre mais. Será lembrada com muito bom humor e alegrias.
Bjs

Sandra disse...

Como sempre você consegue escrever os sentimentos de todos os que conviveram com Ela.Fiquei muito triste com sua partida, mas, aredito também que quando chegar a hora haverá a alegria do reencontro. Espero que Deus dê conforto e alento à todos.

Magui disse...

Se ela foi feliz é o quê importa embora tenha ido cedo demais.

Maria Helena disse...

Sandra,
É mais um membro da nossa família que vai. E com certeza vai deixar muitas saudades.Deve estar fazendo um "forfé" por lá.
Bjs

Maria Helena disse...

Magui,
Foi muito cedo mesmo, mas viveu feliz ao lado do marido,meu irmão, que deu à ela carinho, amor e conforto. Não respirava sem ele.
Bjs

Patricia disse...

Tia, msm estando aqui 9 meses depois fazendo este comentário, parece q foi ontem...muita saudade e gdes lembranças. Tenho certeza q estaremos juntas mais uma vez, na dor e nas alegrias...fiquei muito emocionada c/ seu comentário, a senhora colocou perfeitamente o q ela representou em vida, rezo p/ q ela esteja bem e olhando por nós....bjão

Maria Helena disse...

Patricia
Ela me deixou um legado, olhar e cuidar de vcs.
Bjs