quinta-feira, 29 de julho de 2010

A serpente disse à Eva: Coma boba, emagrece.











Ao passar por mais de 6 décadas bem vividas, carrego comigo as venturas e desventuras de uma vida cheia de experiências. No passado, amada por meus pais e tias, aprendí a repassar esse amor à minha família, e eu o faço com prazer. Jamais gostei do rótulo de boazinha, soa pejorativo, falso. Entretanto primo pela justiça, caráter, honestidade, verdade.

Ao longo dessa caminhada observo que essas virtudes estão fora de moda, e nos coloca em estado de vulnerabilidade às pessoas que destorcem as nossas palavras, manipulam, fingem, armam uma teia e com categoria nos faz virar do avesso. Somos vistos como otários.

Outrossim... nessa altura do campeonato da vida, não tenho pique nem vontade de mudar meu comportamento, embora saiba que determinadas atitudes beira a ingenuidade. Já fui alertada.

Concluo que, pessoas que se consideram "esssspeerrrtass" que armam situações, quer de interesse próprio, quer para se safar de algo, acabam ficando à margem da família, dos amigos, de todos.

E ainda pensam que são " O ó do borogodó"

8 comentários:

Vivien Morgato : disse...

PERFEITO.

Maria Helena disse...

Vivinha
É veeeerrrrddaaadeee!!!!!!!!!rsrs

Magui disse...

Pior são pessoas que não nos conhecem querendo influir em nossa personalidade, modo de vida à beira da injúria.Quem não gosta da gente que vá cantar em outra freguesia mas tenha a compostura de manter-se longe do aviltamento.!

Maria Helena disse...

Magui
Saber conviver com determinadas pessoas, que julgam os outros por si, veem com os olhos que querem ver, invertem situações na maior cara-de-pau, é um ato de sabedoria e paciência. Mas... se esgotarem essas condições é TRUCO.
Bjs

Rosamaria disse...

Bah, ninguém merece, Maria Helena! Trato esses pessoas de looonge. Como disse a Magui, quem não gosta da gente que vá cantar em outra freguesia.
Fiquei um tempo fora, por isso não aparecia.
Bjim.

Heloísa disse...

Maria Helena,
Também pauto minha vida pelos valores que você nominou.
E, muitas vezes, também me reconheço como ingênua, com toda essa idade e experiência de vida.
É que, em certas ocasiões, me falta a esperteza tão em moda.
Beijo.

Maria Helena disse...

Rosamaria
Benvinda de volta.
Pois é são pessoas ardilosas. Desejo distância tb.
Bjs

Maria Helena disse...

Heloísa
Posso viver 100 anos que não vou adquirir essa esperteza moderna. Tenho certeza que pela minha educação serei sempre vítimas dessas ciladas.
Bjs