quarta-feira, 14 de maio de 2008

Simplesmente ASMEC



















Estavamos nós, os formandos, em uma saleta da secretaria da ASMEC, submersos em um rio de becas, amontoadas pelo chão para que pudéssemos escolher. Uma avalanche de mãos se cruzavam, na tentativa de achar algo que agradasse. Umas curtas demais, outras, cruzes!!!????seriam necessárias duas pessoas , para preencher aquele monte de pano. Escolhe daqui, escolhe de lá, joga prá cá joga prá lá, e assim depois de muitas brincadeiras, as escolhas foram satisfatórias.

Tive sorte. Consegui me infiltrar por debaixo do povo e ... escolhi bem. A minha era diferente, nova, tecido encorpado com um caimento perfeito, as rendas certiiiinhas, bonitas, e o mais intrigante da história, não precisei mexer em absolutamente nada, serviu como uma luva. O defunto era do meu tamanho, um cisco.

Ouro Fino, estava em festa. ASMEC era a alegria, o movimento, a luz , dessa cidade mineira, com pessoas tão especiais como Dona Michelina que me acolheu em sua casa, de forma familiar e generosa, nos finais de semanas.

A igreja estava repleta, afinal eram vários cursos. O Rogério, estufou o peito e cumpriu com elegância o seu dever de padrinho. A cerimônia foi preparada com seriedade, os diretores, professores e funcionários tratavam esse evento com orgulho.

Linda e de bom gosto estava a decoração do clube. No corredor central desfilei (literalmente) todo o meu sonho, as minhas dificuldades ao longo do percurso, as brincadeiras no ônibus fretado, a carreira adiante.

Pedagogia com especialização em Administração escolar de 1º e 2º grau, era de uma importância crucial, para a minha carreira.

Foi um dia muito feliz, minha família parabenizando o meu esforço, minha mãe (foto), todos orgulhosos de mim.

9 comentários:

Vivien Morgato : disse...

Não é qq uma que consegue trabalhar, cuidar de três adolescentes e estudar.;0)
E eu nunca provei o bolo da dona Miquelina!!!
beijos.

Maria Helena disse...

Vivinha,
Vcs foram a minha força.
Garantir um futuro melhor, buscar grandeza no trabalho e estudo, que fossem motivos de orgulho,exemplos
e realizações.Foi cansativo, mas prazeroso.
Ela me esperava nos finais de semana com aquela mesa mineira, farta e saborosa.
Bjs
Mamãe

Luciana Farias disse...

Oi, Maria Helena!!!

Há muito tempo a Vivien havia me falado sobre o seu blog, mas só hoje que eu consegui passar para conhecer, porque sempre me esquecia de perguntar qual era o nome daqui, até que hoje fui olhar nos links e encontrei um escrito "mamãe", que obviamente só poderia ser o seu, HAHAHAHA.

Enfim, aqui estou. Eu acho maravilhosos os blogs escritos por avós, gostaria que eles sempre aumentassem, mais e mais. Em 1986, a minha mãe também voltou a estudar. No caso dela, precisava fazer um curso para poder mudar de profissão e ajudar ao meu pai. Trabalhava, cuidava da casa e estudava a ponto de só tirar notas acima de 8. Vocês são exemplo de mulheres fortes, que enfrentam o que for preciso para crescer na vida, na família. Ainda não consegui convencer mamãe a montar um blog dela, mas consegui com o meu pai, que hoje em dia é um vovô blogueiro assumido, rsrsrsrs...

Li mais textos seus, hoje. Volto outra vez para comentá-los.

Beijão!!!!

Rosamaria disse...

Que chic! E que satisfação nessa hora. Eu acompanhei a dos meus filhos.

Nós temos muita coisa em comum, Maria Helena, menos esta.
Não fiz curso superior, pq assim que acabei o Normal, meu marido já tinha recebido resposta de uma bolsa para os Estados Unidos e não daria tempo de fazer vestibular, pq ainda tinha o estágio. Voltei grávida, depois de uma cirurgia feita lá no início da gravidez. Logo veio o segundo e qdo resolvi estudar de novo engravidei da guria. Aí desisti, pq não tinha ninguém por perto pra me ajudar a cuidar os filhos e nem sempre se conseguia empregada ou babá. Mas não me arrependo, curti todos os momentos deles e fiz o que gosto de fazer.

Bjim.

Maria Helena disse...

Luciana,
Obrigado pela visita. Dê os parabéns prá mamys, e diga que blogar é "bom purdemais"
Volte sempre.
Bjs, menina

Maria Helena disse...

Rosamaria,
Eu curtí todas as etapas da minha vida, até a faculdade feita,já com os filhos adolescentes.
Quanto a experiência que vc adquiriu,em morar em um outro país,
é de um valor cultural incrível.
Sorte sua.
Bjs

Rosamaria disse...

Maria Helena
Tem uma tarefa pra ti lá em casa, se quiseres aceitar, claro.
Bjim.

J.F. disse...

Maria Helena,
Cheguei aqui por acaso, através do blog de sua filha. Para minha surpresa, vi uma mensagem de minha filha Luciana.
Bom, dei uma boa passeada por aqui e gostei muito. Essas postagens que relatam fatos do passado, em especial quando envolvem família, são deliciosas. Você está de parabéns. Estarei entrando periodicamente para poder ler mais histórias suas. Quero convidá-la a ir ver o meu BlogdoJF. Também são relatos e "causos" do passado. Minha última postagem é uma história passada há 39 Kg atrás, no dia do meu casamento.
Abração.

Maria Helena disse...

jf
Obrigado pela visita, que bom que gostou dos relatos familiares.
Vou dar uma passeada no blogjf, e fazer um link tb.
Até mais !!!!!!