quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

MEDO

















O ano de 2010 começou muito bem para a minha família.

Minha filha e meu filho mais novo se estabilizaram profissionalmente, e garantiram um ano com sucesso. O meu outro filho se estabilizou emocionalmente e seguiu sem problemas.

Meu neto apaixonou-se e apresentou oficialmente a sua namorada à família.

Em meados de abril consegui realizar um sonho eterno e conheci Paris, a minha grande paixão.

Em outubro com dois irmãos e família, meu marido e eu, fomos conhecer Buenos Aires, e no Sr.Tango ele pode realizar seu sonho de ver in loco o tango argentino, e mais... representá-lo em foto no Caminito.

Bem...a felicidade rolava solta, tudo parecia perfeito, e estava. Entretanto um medo me perseguia, mas...medo do que??????? Nada poderia abalar a perfeiçao familiar, os projetos de lazer, de viagens, de futuro. Mas... ao chegarmos de Buenos Aires, a confirmação de problemas sérios de saúde da minha filha, e do meu irmão mais velho, nos tirou o chão. Em dezembro no dia de natal, meu querido irmão nos deixou para sempre, e minha filha em tratamento, aguarda um transplante de rim.

Aquele medo era real e soou todo o tempo como uma alerta. Embora, certa de que esses casos ocorrem sem avisar, e não tem data marcada, viver uma fase boa entremeada com um medo constante, foi desgastante. Diante dessas circunstância, lembranças felizes da minha infância, dos meus pais, dos paparicos das minhs tias, casamento, filhos pequenos, filhos adolescentes, da felicidades que brotava sem medo, vieram a minha mente como um avalanche de emoções de um doce passado. Ohhh!!!!! God!!!!!!! Quero minha alegria de volta.
Na esperança de dias melhores, na paz e conforto das vítimas dessa tragédia gigantesca que assolou o país, que essas catástrofes de janeiro não sigam mais uma rotina de início de ano, rogo a Deus para que 2011 seja um ano bem aventurado,
Sem MÊDO.

15 comentários:

Rosamaria disse...

Sabes, Maria Helena, quando tenho um pensamento negativo, de apreensão por minha vida poder mudar, geralmente quando me acordo de madrugada, eu digo: xô, satanás! Ligo meu mp3, fico escutando músicas, as coisas boas voltam ao pensamento e logo durmo de novo, não deixo o medo se "criar".

Espera um pouquinho que em seguida tua alegria vai voltar. Aí tu nos conta.
Bjim e que não tenhas mais medo, no fim tudo vai dar certo.

Ministério disse...

Olá, blogueiro (a),

Salvar vidas por meio da palavra. Isso é possível.

Participe da Campanha Nacional de Doação de Órgãos. Divulgue a importância do ato de doar. Para ser doador de órgãos, basta conversar com sua família e deixar clara a sua vontade. Não é preciso deixar nada por escrito, em nenhum documento.

Acesse www.doevida.com.br e saiba mais.

Para obter material de divulgação, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br

Atenciosamente,

Ministério da Saúde
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude

Maria Helena disse...

Rosamaria
Desejo um 2011 cheio de bons pensamentos e muitas alegrias. Que a uruca fique definitivamente para trás. Bjs

Maria Helena disse...

Ao ministério da Saúde.
Vou procurar obter informações a respeito e divulgar tb, com certeza.

Adriana disse...

Infelizmente o medo da perda sempre nos persegue....eu vivo com ele...e qdo tenho esta sensaçao tenho que falar com a minha familia do Brasil, ouvir a voz do meus filhos....mas a vida e assim mesmo...viver e um jogo de risco, sempre estamos expostos. Fiquei triste em saber do seu irmao, apesar de nao conhece-lo senti em suas palavras a dor que sentiste agora muito triste em saber que a Vi esta esperando um transplante... Se puder me mande um email contando como esta a situaçao real dela por favor. ennhum de voces e compativel. Um grande beijo carregado de energias positivas para que seu medo fique de lado e alegria volte a reinar.

Maria Helena disse...

Adriana
Obrigado pelas palavras de conforto.
Vc tem uma filha que mora no Brasil???? Nooossaa!!!! deve ser difícil essa distância. Bjs

Adriana disse...

Ola Maria Helena, nao tenho nenhum filho no Brasil, tenho minha mae, minhas irmas, meu filho vive na Inglaterra....Um grande beijo carregado de energias positivas do outro lado frio do oceano

Carlos Medeiros disse...

Desgasta mesmo. Não se consegue aproveitar bem as coisas boas. Que este ano seja melhor.

Maria Helena disse...

Carlos
Obrigado pela visita.
Assim espero, que esse ano seja de grandes realizações para todos nós.
Abração.

thais_morgatto disse...

Tia, dias melhores virão, com toda certeza do mundo! E mais uma vez eu digo, precisando, estamos aqui!

Maria Helena disse...

Thais
Minha querida... agradeço a Deus por ter uma sobrinha tão generosa e altruísta.
A sua beleza exterior é um reflexo da sua bondade e dedicação,nos emocionou e garantiu uma sobrecarga de energias positivas. Essa atitude é sobretudo um ato de muito amor pela própria vida e do próximo. Bjs minha filha
Agradeça a Carolina tb, pela mesma atitude.Vcs são lindas.
Bjs

Rosamaria disse...

Maria Helena,como está a Vivien? Vim lá do blog dela agora, mas não quis falar nada.
Bjim

Maria Helena disse...

Rosamaria
A Vivien e o Ricardo continuam fazendo os exames e consultas no hospital do Rim em São Paulo. Estamos otimistas, apesar do Ricardo ser apenas 25% compatível. A compatibilidade de amor entre eles é muito grande, dessa forma e cheios de fé e esperança, estamos certos de que tudo vai dar certo.
Bjs

Ricardo disse...

Mãezinha,
A gente vai superar este detalhe. Tudo vai dar certo, vc vai ver.
Podemos sempre contar um com o outro.
Te amo muito

Maria Helena disse...

Cado
Eu sei, tenho fé.
O que me conforta é saber que estamos sempre juntos, que colho agora os frutos de uma criação que recebí e dei para vcs,uma educação em que a união familiar representa tudo em nossas vidas. Obrigado.
Bjs
Mamys